Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplesmente Simples

Simplesmente Simples

Sex | 07.12.18

Sunshine Blogger Award - Desafia-te!

Não costumo aderir a desafios aqui no blog. Não é de todo o âmbito do blog e até hoje não encontrei intenção que me levasse a aderir a esses desafios.

Contudo, hoje decidi responder. A intenção de aderir a este desafio é divertir-me e relembrar-me de como a diversão faz parte e auxilia o processo de desenvolvimento pessoal.

A querida Hannah RBC desafiou-me a responder então às seguintes perguntas:

 

  1. Porque começaste o teu blog? Sempre foi fácil?

O blog nasceu da vontade de inspirar pessoas a serem mais felizes e viverem a sua melhor versão. Aliado a algum tempo livre e bastantes reflexões pessoais, pensei que talvez pudesse partilhar algumas dessas reflexões. Se contribuir positivamente para a vida de 1 pessoa já tudo valeu a pena.

Não foi sempre fácil, pois tudo na vida é cíclico. Contudo, nos dias menos fáceis ou com menos vontade de continuar é importante para mim relembrar-me do motivo pelo qual comecei, aí sim, conecto-me com o meu propósito e enquanto fizer sentido tudo certo. Se um dia deixar de fazer sentido, tudo certo também.

 

  1. Qual foi o dia mais marcante até agora na tua vida?

Tenho mesmo de dizer só 1 dia? :D

 

  1. Qual é o teu livro preferido? E qual foi o livro que detestaste completamente?

Sinceramente não consigo enumerar um único livro pois existem vários e em cada momento existiram livros diferentes que me marcaram. Um título que me  surge agora em mente  é por exemplo: Mulheres que correm com os lobos de Clarissa Pinkola Estés.

Um livro que detestei? Não sei, porque não o li hahhaha

 

  1. Gostarias viver nalgum país da Europa diferente de Portugal?

Identifico-me muito com a cultura e estilo de vida dos países nórdicos, contudo isso não significa que gostasse de lá viver 😊

 

  1. Se pudesses mudar algo no mundo, o que seria?

Há tanta coisa que gostava de mudar… Contudo acho que seria o amor próprio de cada pessoa. Se cada pessoa se amar, cuidar e respeitar, consequentemente isso mudará também a forma como se relaciona com o outro e com o mundo.

 

  1. Sempre recebeste no Natal aquilo que querias? Qual foi a melhor e a pior prenda que já recebeste?

Sinceramente o consumismo no Natal traz-me algumas reflexões.

 

  1. Qual é a tua área de estudo?

Sou Técnica Superior de Diagnóstico e Terapêutica.

 

  1. Se pudesses mudar algo na tua vida o que mudavas?

Pode parecer resposta feita… mas não mudava nada. Existem situações que me trazem algumas lágrimas, algumas situações que me podem causar alguma dor, contudo é com elas que aprendo e evoluí para aquilo que sou hoje.

 

  1. Tens alguma música preferida? Se não, algum artista? Se nem isso, que género de música é que achas que te identifica?

Esta reposta para mim torna-se muito vaga, porque de facto não existe assim uma música, uma pessoa nem um estilo. A música que ouço depende do dia, do estado de espirito e do momento, tanto ouço funk, como fado, como músicas meditativas como mantras. No fundo ouço de tudo um pouco.

 

  1. Achas que serias capaz de viver um mês sem redes sociais?

Sim! Sei que seria um processo talvez complicado ao inicio, mas de certeza que me traria muita aprendizagem e satisfação.

 

  1. Tens algum blog preferido? Alguém que queiras recomendar?

Tantos e tão bons… De algum tema em especifico? 😉

 

Estes desafios costumam terminar com a nomeação de próximas pessoas a responder. Contudo, apelo à vossa liberdade e vontade de olhar para dentro e juntem-se a mim, respondam ao desafio.

 

Sex | 07.12.18

Ficar Sem Chão e Vencer!

O testemunho de hoje é o da querida Carla, uma amiga que em plena adolescência tudo mudou na sua vida. 

Mais uma convidada anónima que o seu testemunho me pode inspirar.

 

Vou escrever sobre um tema que acredito que será importante para muitos adolescentes que tiveram de emigrar do Brasil para Portugal ou para outro país!!

Pois é, infelizmente esta realidade está a ocorrer de forma gritante novamente, porque a época que vim foi na época do Presidente Collor de Mello... e após 25 anos... o meu Brasil, está ainda pior!!... É lamentável mesmo!! Sejam bem-vindos meus compatriotas.

Eu vim nos meus 16 anos!!... SOCORRO!!...( é a primeira palavra que veio em minha
Cabeça).
Posso dizer que esta mudança, me transformou muito... transformou no sentido de responsabilidade, autonomia, perseverança e desprendimento material!!

Esta mudança não fui eu que escolhi, foi imposta... eu costumo dizer sempre “ eu não emigrei, eu tive que renascer “, porque sair do seu país com a sua família, sabendo que o seu apartamento será vendido; aquela casa em que todos os seus fins de semana você estava com amigos na praia contemplando o Sol, lua e as estrelas... terá um fim!!

Por mais que me dissessem de todos os pontos negativos em que o meu país estava passando... um adolescente está vivendo o seu melhor momento!!

Minha família, amigos só falavam da palavra “despedida”, que sujeita avassaladora, desgraçada!!

Enfim...virei as costas para tudo: meu espelho onde todos os dias eu adorava ver a minha cor dourada do Sol e afirmava que me tornei numa menina crescida...onde passava as tardes a dançar; na minha cama onde muitos sonhos ali partilhava... e daí vai... coisas tão pequenas, mas que na adolescência possuem uma brutal importância!!

E por ultimo um adeus à uma pessoa que me ouvia, mimava com a sua comida...a minha eterna “ mãe preta” Avião decolou...

Chegada em Portugal, cidade do Porto...

E daí essas palavras que tanto está na moda: desafios, objetivos, sonhos, disciplina, experiências... nos meus 16 anos foram uma constante!!... 24 horas sobre 24 horas...

Tracei objetivos para atingir um sonho, através de muita disciplina... cursar uma faculdade!! Obstáculos constantes, desde professores que tentaram destruir o meu sonho, mandando eu voltar para o meu país, dizendo que não teria capacidade para atingir x média, professores abandonando as aulas de apoio, momentos bastantes difíceis, mesmooooo!!

Como sobrevivi a esse avalanche todo??!! Muita determinação e por favor não deixem que estraguem os vossos sonhos.

Na verdade, eu consegui!! A professora estava na portaria à minha espera, para me dar um abraço e até hoje nos falamos.

O que posso dizer desse pequeno, mas longo trecho da minha vida para te ajudar a seguir em frente?! A vida prega partidas, se optarmos vivê-la de maneira leve com determinação, sabedoria... e encararmos que em cada tropeço, você vai avançar ainda mais para a vitória... o caminho é mesmo esse!!

Aproveito para acrescentar, algo que ao longo dessa etapa de tanta persuasão... eu simplesmente esqueci... contemplar o sol, a lua e as estrelas.... Viva na sua verdadeira plenitude!!

 

O que a história da Carla pode acrescentar à minha vida?

Estarei a escolher viver na minha verdadeira plenitude?