Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Simplesmente Simples

Seg | 28.01.19

Autoestima Em 9 Passos

Cópia de E se cada pessoa me pudessse cnsinar alg

Autoestima é um tema que tanto se fala no desenvolvimento pessoal... Mas o facto é que a autoestima é um assunto verdadeiramente importante.

Na minha miopia, autoestima é mais do que um estado a alcançar ou um sentimento. Autoestima é um conjunto de atitudes que cuidam de mim e nutrem o meu amor-próprio:

 

Elogiar

Que bom seria se implementasse o hábito de me elogiar. Quem sabe até posso fazer um exercício diário bem simples e eficaz: todos os dias escrevo 3 elogios de mim para mim e dessa forma nutro o meu amor-próprio.

 

Fazer coisas de que gosto

Haverá prova de amor maior do que dedicar algum tempo na realização de coisas que gosto e me fazem feliz? E para realizar essas coisas não preciso do outro nem do tempo certo. O tempo certo é agora!

 

Dar abraços a mim própria

Pode parecer tão estranho ao início…mas se abraço o outro e se essa é uma forma de mostrar os meus sentimentos, porque não o fazer comigo mesma? Abraçar-me é uma forma de nutrir realmente o meu amor por mim.

 

Fazer uma lista de coisas que gosto em mim

Além de elogiar-me, posso fazer uma lista de coisas que aprecio em mim. Sendo o elogio até algo mais imediato, posso parar, conectar-me comigo, e escrever uma lista de coisas de que gosto em mim. Às vezes até me esqueço que tenho tanta coisa de que gosto e admiro.

 

Reconhecer as minhas conquistas

Colocar objetivos é muito importante, mas reconhecer as minhas conquistas e vitórias é igualmente importante. Gosto de receber o reconhecimento de fora, mas será que eu própria me reconheço?

 

Reconhecer as minhas derrotas não como falhanço mas como feedback

Na vida irei falhar, de certeza. Mas no fundo nunca existe falhanço, existe sempre feedback. Numa situação que correu menos bem posso aprender algo, tratando-se de feedback e não de falhanço, e reconhecer isso é tirar peso dos meus ombros e amar-me.

 

Perdoar-me

Culpar-me não é mesmo a solução. Se quero cuidar da minha autoestima, o perdão é talvez um dos primeiros passos. É importante perdoar-me pelas vezes que considero que errei, sendo que o erro surge da comparação e a comparação é inimiga da autoestima. É importante perdoar-me pelo que permiti que os outros fizessem comigo. Seja que tipo de perdão for e relativamente a quê, mas é importante perdoar-me.

 

Agradecer-me

A gratidão é importante (como falei aqui). Mas será que agradeço a mim própria? Se cuido de mim devo sentir-me agradecida a mim mesma; se faço algo de que gosto, devo sentir-me agradecida. A gratidão por mim própria é um passo para o amor-próprio.

 

Dizer sim a mim (e não ao outro)

Às vezes faço coisas de que gosto menos por não ser capaz de dizer não ao outro. Mas isso é cuidar do outro e não de mim. Devo priorizar-me e se para isso tiver de dizer não ao outro direi. Isso não significa que serei rude nem má com o outro, porque como costumo dizer: mais vale um não com amor do que um sim falso.

 

Certas atitudes poder-me-ão fazer sentido, outras nem tanto. O importante é cuidar de mim de dentro para fora. O importante é amar-me e cuidar desse amor. Talvez até descubra novas formas/atitudes para elevar a minha autoestima.

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.