Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Simplesmente Simples

Carta Ao Meu Templo

 

28643427_1799833483381309_1965130085_o.jpg

 

Querido Corpo,

 

Decidi hoje pedir-te desculpa e fazer as pazes contigo. Sei que nem sempre fui a tua melhor amiga, mas decidi que esse tempo acabou.

 

Desculpa por todas as vezes que não te amei; que te desrespeitei; por todas as vezes que te comparei a outros e quis que fosses de outra forma. Lamento se te magoei e não vi a tua verdadeira beleza. Desculpa por tantas vezes que choraste em silêncio porque não fui capaz de pedir a mão a alguém. Desculpa por todas as vezes que com medo de me magoar me isolei e estiveste só. Desculpa por todos os abraços que pediste e eu não fui capaz de dar. Desculpa por todos os limites que permiti que de alguma forma alguém ultrapassasse. Desculpa por todas as dores que te infligi ao querer alterar-te de alguma maneira. Desculpa se nem sempre foste a minha primeira prioridade e te usei.

 

Não vai ser um processo fácil, mas a partir de hoje decidi amar-te. Irei amar-te e respeitar-te por todos os dias da minha vida. Prometo honrar-te como se de um casamento perfeito se tratasse. Irei respeitar-te e não permitirei que alguém te desrespeite de alguma forma. Se algum dia falhar com esta promessa dá-me um sinal, para que eu possa realinhar-me e amar-te!

 

Ensina-me a amar-te cada vez mais. Ensina-me a exercitar quando for para mexer e a parar quando precisares de descansar. Ajuda-me a aprender a escutar-te e priorizar-te.

 

Mas além de te pedir desculpa, tenho também de te agradecer... Obrigada por todos os momentos que me permitiste viver; todos os abraços que pude sentir; todos os beijos e carícias; todos os amores e todos os sonhos que através de ti ganham forma e posso realizar. Obrigada por conseguires incorporar todos os sentimentos que vão cá dentro e âncorar todos os sonhos. Obrigada ainda por todas as dores que me fizeste sentir... As dores ensinaram-me quais os meus limites e até onde posso ir. Obrigada por me dares a vida e por me permitires andar e traçar o caminho, o meu caminho. Obrigada por seres especial e diferente de todos, o que me torna única e especial também.

 

 

Com amor, 

L

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Segue-me no Instagram


Usa o código BESIMPLE e usufrui de -15% desconto imediato!