Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Simplesmente Simples

Seg | 06.08.18

Limites Pessoais: Ficaram Onde?

IMG_0187.png

A intenção do blog não passa por dar opiniões. Contudo, defendo a minha liberdade de expressão e assim, pela primeira vez comento hoje algo que li nos últimos dias e que me tocou de alguma forma.

 

A notícia chega-me através do Observador, e o título dizia assim:

“A casa deste urso foi invadida por turistas”. Abate de urso polar gera onda de críticas

 

Não tenciono julgar quem fez o quê nem o porquê, pois o julgamento é algo que evito na minha vida, descobre aqui porquê. Mas algumas questões se levantaram na minha mente ao ler a dita notícia.

Em que altura deixei de respeitar os limites dos outros, sejam eles animais ou seres humanos?

Será que em alguma altura deixei de respeitar os meus próprios limites?

De alguma forma será que o meu desrespeito pelos limites dos outros leva a reacções da parte deles que me poderão desagradar?

 

Considero a imposição de limites essencial na minha vida. Pois, se eu não definir os meus limites perante o outro como ele saberá até onde pode ir?

Considerando que somos uma sociedade que impera maioritariamente pela premissa da acção-reacção, será de esperar que, caso eu ultrapasse os limites do outro ele reaja de alguma forma que até pode ser menos positiva aos meus olhos. Podendo essa reacção ser consciente ou até mesmo inconsciente.

Serviu a tal notícia sobre a morte do urso, para repensar acerca dos meus limites. Talvez possa redefinir quais os meus limites, talvez possa deliberadamente dizer ao outro quais são esses meus limites, e talvez até possa questionar o outro sobre os seus limites, criando relações mais conscientes e respeitadoras.