Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Simplesmente Simples

Perdão Para Que Te Quero?

30706324_1842634712434519_3796196858494189568_n.jp

 

És uma pessoa que perdoa facilmente? O que significa para ti o perdão?

Desde pequenos que os nossos pais nos incentivam a pedir desculpas e a perdoar. Mas realmente apercebo-me que, regra geral, o Ser Humano mais facilmente pede desculpas (não considerando se tal é feito no sentido literal da palavra) do que realmente perdoa. É como se gostássemos de carregar aquela mágoa por não perdoar.

E admito, perdoar nem sempre é fácil, mas é fundamental.

 

Perdoar é controverso, subentende que afirmamos o erro do outro, mas ao mesmo tempo, permite que deixemos as nossas queixas e nos livremos da dor que o erro do outro nos possa ter causado.

 

Questiono-me se a nossa dificuldade em perdoar deriva do nosso apego à dor? Identificamo-nos tanto com a dor, com o erro do outro, que libertar isso poderá causar-nos algum tipo de desorientação.

Ao perdoar não é certo que vamos esquecer o que aconteceu, e até é importante que não, porque de certeza que retirámos algo e aprendemos algo com a situação. Mas perdoar, permite libertar a nossa essência da dor, permite (re) viver com paz de espirito.

 

Podemos abordar o perdão em duas vertentes: o auto-perdão e o perdão ao outro.

Por experiencia própria, considero o auto-perdão mais importante. O perdão ao outro surge um pouco em consequência disso. Quando nos perdoamos e aceitamos que não somos seres perfeitos, o perdão ao outro acaba por ser mais fácil, porque eles são como um espelho de nós mesmos e também eles têm o direito de errar e não ser perfeitos.

 

Para mim, como Ser humano que sou, o perdão não é fácil, mas diz-me a experiência, que pode demorar e custar, mas o perdão deve ser ferramenta essencial da nossa vida e faz toda a diferença. Utilizo algumas estratégias, como esta.

 

Carregas algo em ti que não perdoas? Considera que perdoavas essa pessoa ou situação, o que isso mudaria na tua vida?

Sei que tantas vezes o outro nos magoa de tal forma, que a vontade de perdoar é nula. Mas pensa, o perdão garante a tua paz, simples e só.

Tu até podes estar verdadeiramente magoada com o outro mas o teu perdão não afecta directamente em nada o outro, portanto não deixes de perdoar porque ele agiu erradamente contigo, mas perdoa porque a tua essência merece estar livre de mágoas e brilhar.

 

Ao perdoares ninguém te está a pedir que te voltes a relacionar com o outro, até pode ser uma pessoa que já não habita a tua vida, mas garanto-te que o perdão te permitirá ser mais livre e viver sem pesos nos ombros.

 

 

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D