Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Qua | 02.01.19

Persistência Ou Teimosia?

Cópia de E se cada pessoa me pudessse cnsinar alg

Hoje no percurso até à minha sala de trabalho cruzei-me com duas pessoas que trocaram poucas palavras, mas que levantaram em mim bastante reflexão nesta época do ano que tanto se fala em objectivos:

“Então, já desististe?”

“Já, não querem saber da minha ideia.”

“Eu cá nunca desisto.”

 

Não sei do que falavam e considero até que as palavras foram usadas de forma que não se percebesse. Mas, pormenores à parte, estas palavras levaram-me a pensar acerca de termos como desistir, persistir, teimosia…

 

A nível do desenvolvimento pessoal, e de mim também falo, muitas vezes se aborda e utiliza a palavra persistir, demonstrando a sua importância no alcance de objectivos – como falei aqui.

Persistir é de facto fundamental, e talvez seja uma das ferramentas mais importantes para alcançar os resultados que quero. Mas persistir não é sinónimo de teimosia.

 

Quantas vezes quero alcançar objectivos e por muito que persista não consigo?

Quantas vezes desisto mesmo de certo objectivo porque a persistência não é suficiente para alcançá-lo?

 

A persistência auxilia-me a alcançar os objectivos, mas isso não significa que tenha de persistir no caminho que já sei que não me leva lá.

Quando o GPS tem um caminho planeado e eu me engano na trajetória, ele automaticamente repensa num novo percurso, num caminho alternativo. Se o GPS fosse teimoso, simplesmente nunca chegaria ao destino, porque não procuraria alternativas.

 

Existirão objectivos que não procurei o caminho alternativo?

Será que nalgumas situações confundirei a persistência com teimosia?

 

2 comentários

Comentar post