Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Simplesmente Simples

Qua | 29.08.18

Será Que O Coração Também Fala?

O testemunho de hoje é o da querida Eunice.

Mulher corajosa de 29 largou um emprego estável e dinheiro certo no ramo imobiliário para seguir o seu coração e assim criou o seu lindo projecto. Nos tempos livres gosta de estar na natureza longe da azáfama da cidade.

 

 Desde pequena que sempre questionei o porquê das pessoas trabalharem em profissões que não gostam, de trabalharem muito sem se questionarem se as faz feliz ou não, apenas aceitarem uma realidade, não fazia sentido de todo para mim.

Na escola sempre gostei mais das aulas práticas, mas como maioritariamente eram aulas teóricas, basicamente toda a minha escola foi um pouco sofrida. Eu não entendia porque tinha de apender algo pelo qual eu não me interessava, mas como não tinha alternativa continuei até perceber o que realmente fazia sentido para mim.

Explorei algumas áreas até perceber o que gostava ou mais precisamente o que não gostava, não foi um processo nada fácil, porque não me identificava com nenhuma profissão dita “normal” e os anos passavam e eu sem saber o que realmente me preenchia a alma. Até que por brincadeira comecei a explorar a área da decoração, comecei a decorar a minha casa com elementos reciclados que encontrava na rua. Aí senti me no habitat natural, sentia que tudo fluía e nem precisava de fazer esforço nenhum, era natural, era orgânico. Devido ao apoio de amigos e dos meus pais, comecei realmente a acreditar que tinha potencial para trabalhar com as minhas mãos e criar algo simples, mas diferente. Sempre vi o artesanato como uma forma de expressão e criar algo com as nossas próprias mãos é realmente fascinante e terapêutico, mas nunca acreditei que podia viver disso e deixei um pouco de lado. Até que devido a uma insatisfação muito grande a nível profissional e pessoal eu decidi seguir o meu coração e largar o emprego com salário fixo onde estava infeliz. Senti uma enorme confiança em mim própria de que era o caminho certo, e de uma brincadeira de artesanato passou a ser a minha profissão que a faço mesmo de coração. É algo que faço em primeiro lugar para mim porque me dá prazer – eu própria testo os meus produtos só depois os vendo. Criei uma marca que se chama Blossom onde faço vários tipos de peças como filtros de sonhos com elementos da natureza, bolsas para tapetes de yoga,mochilas etc.

Apesar de trabalhar no que gosto, a minha vida nem sempre é fácil pois quando embarcas num projecto teu tens muita responsabilidade e basicamente fazes tudo sozinha, desde a criatividade, a confecção das peças, fotos, divulgação, site, etc. Basicamente passas a ser a mulher dos 7 ou 8 ofícios mas vale cada dia passado e sinto que se fazes de coração tudo se torna mais simples mesmo o que achas impossível. O que me ajuda na minha caminhada é rodear-me de pessoas positivas e alegres, de momentos simples mas plenos, mesmo quando os dias são escuros existe sempre uma luz ao fundo do túnel.

Acredito que vivemos em uns tempos que não dá mais para fazer o que não se gosta, chegou a hora de ir em busca do que realmente somos e queremos, pensarmos por nós próprios e deixarmos crenças e projeções limitantes. Cada ser humano pode ter vários propósitos de vida, eu própria adoro fazer artesanato mas “obrigo-me” a explorar mais áreas pois sei que tenho tantas capacidades dentro de mim. Capacidades que todos nós temos, são infinitas, vai e explora-as, confia em ti e tudo vem até ti.

 

O que poderá ganhar a minha vida com este testemunho?

Se não estou feliz no meu trabalho poderei eu seguir também o meu coração? E o que isso poderá mudar na minha vida?

 

Segue a Eunice: aqui!

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.