Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Simplesmente Simples

Seg | 25.06.18

Superação: Ferramenta de Desenvolvimento Pessoal

 35805547_1918373121527344_6616022057173909504_n.jp

 

Este post surge na sequência de uma corrida matinal à beira-mar no passado domingo. Adoro correr, mas sempre acreditei ter pouca resistência. 

Quando no passado domingo decidi correr, não pus como objectivo um x tempo, como habitualmente. O meu objectivo foi correr até não dar mais, ouvir e sentir o corpo e ir gozando e aproveitando a própria corrida, independentemente do tempo e da pouca resistência. Quando as forças me falharam o objectivo foi chegar a um certo destino. 

O resultado? Apesar de não correr há imenso tempo e apesar do limite que eu própria acreditei ter, consegui correr cerca de 30 min. Para mim foi uma vitória e realmente a palavra que se impôs na minha mente foi: superação.

 

Assim, é esse o tema que quero abordar hoje: a superação. Não uma superação qualquer, mas sim a auto-superação.

 

Qual a tua opinião acerca desse conceito?

Consideras-te uma pessoa que se supera facilmente?

E quando te superas, como te faz sentir?

 

Na minha miopia, para falar de auto-superação, temos de falar de auto-limites. 

 

Somos a conjectura do que vivemos, das nossas experiências, mas também daquilo em que acreditamos. Assim, acredito que os limites que realmente dizemos ter nos definem enquanto seres. Limites esses, reais ou não, baseados em factos ou não, moldam-nos e marcam toda a nossa vida e as nossas escolhas. 

 

A auto-superação nada mais é do que a prova de que esses auto-limites existem somente na nossa imaginação. Quando te superas quebras a tua auto-imagem, pões em causa o que podes ou não fazer, e quem és realmente. 

 

Tanto se fala hoje em desenvolvimento pessoal, pois para mim o desenvolvimento pessoal remete à saída da zona de conforto e um constante sentimento de superação. Podes superar-te em coisas grandes, mas também podes superar-te em coisas tão pequenas e tão ou mais importantes…

 

Claro que na minha própria corrida eu acabei por chegar a um limite que me fez realmente abrandar. Mas toda e qualquer vez que me senti a fraquejar pensei se poderia dar o próximo passo, e realmente cada próximo passo acabou por representar uma superação.

 

 

 A minha proposta é que possas rever cada limite e até que ponto limitas a tua vida e os teus objectivos em consequência desses limites que acreditas ter.

Supera-te em cada dia, e acredita que por mais mínima e irrelevante que possa parecer essa superação porá em causa quem realmente és e elevar-te-á para um novo nível de autoconhecimento.

2 comentários

Comentar post