Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Simplesmente Simples

17.12.18

Maternidade Sem Tabus

Laura
Mais uma linda convidada que me inspira hoje. A Filipa tem 32 anos e é mãe há cerca de 2 anos de uma linda menina. É Doula, Coach Transformacional, fundadora do projeto “Mães Imperfeitas” e apaixonada pelas transformações que acarretam a maternidade. A Filipa afirma que a sua missão é apoiar as mães no processo de auto-descobrimento, neste processo de transmutação, de perda, de ganhos, (...)
10.12.18

Dia Internacional dos Direitos Humanos

Laura
Hoje celebra-se o Dia Internacional dos Direitos Humanos e decidi inspirar-me com um amigo sobre o tema. O Ruben lançou há pouco tempo um projecto que visa aumentar o bem-estar geral de quem o lê e hoje é com ele que me inspiro.   Hoje, dia 10 de dezembro, podia falar sobre a celebração do Dia Internacional dos Direitos Humanos.  Ao invés disso vou-vos convidar a fazer algo diferente, (...)
07.12.18

Ficar Sem Chão e Vencer!

Laura
O testemunho de hoje é o da querida Carla, uma amiga que em plena adolescência tudo mudou na sua vida.  Mais uma convidada anónima que o seu testemunho me pode inspirar.   Vou escrever sobre um tema que acredito que será importante para muitos adolescentes que tiveram de emigrar do Brasil para Portugal ou para outro país!! Pois é, infelizmente esta realidade está a ocorrer de forma gritante novamente, porque a época que vim foi na época do Presidente Collor de Mello... e após (...)
16.11.18

Gratidão. Como?

Laura
Hoje é a Beatriz que partilha connosco um pouco de si. Ela tem 21 anos e lançou há pouco tempo um projeto para inspirar pessoas a seguirem a vida dos seus sonhos. Nos tempos livres ela gosta de meditar, estar em contacto com a natureza e praticar exercício físico.   Sou a Beatriz, tenho 21 anos e depois de passar o meu secundário todo em artes, decidi que queria ir para o curso de Psicologia. (...)
07.11.18

Energizando de Dentro para Fora

Laura
Hoje é com a Joana que me inspiro. Ela tem 32 anos e à parte de como se define profissionalmente, gosta de ler, escrever, viajar e passar horas à conversa com amigos.   Venho contar-vos um pouco de como eu, enquanto enfermeira e terapeuta (e também ser humano), cuido da minha energia, alguns dos meus rituais, e apenas um pouco da minha perspetiva sobre isto, porque podia ficar aqui a escrever, escrever, escrever.
25.10.18

Sobre Amar e Continuar

Laura
A convidada de hoje é a querida Joana. Ela tem  30 anos e diz-se apaixonada pela vida. Adora cozinhar, ler e viajar. Está actualmente a tirar o curso de health coach e após superação de compulsões alimentares e baixa autoestima utiliza hoje as redes sociais para inspirar a aceitação corporal e amor-próprio.   A auto-estima não vem de uma hora para a outra, mas quando decidimos aceitar-nos e (...)
15.10.18

Felicidade ao Meu Alcance

Laura
Hoje é com a querida Sofia que me inspiro. A Sofia tem 32 anos e divide a sua paixão entre o marketing, a escrita e o desenvolvimento pessoal. Ela acredita que podemos sempre ser mais felizes se formos genuínos e verdadeiros connosco mesmos. Inspirada nessa felicidade a Sofia tem um blog - um espaço de partilha nesta busca da felicidade e sobre ser mais feliz. Como mote do seu projecto a Sofia desafia-nos: “be happy, (...)
26.09.18

Sobre Dar o Salto de Fé

Laura
Hoje inspiro-me com uma amiga de longa data, que mudou tudo e foi trabalhar para outro país. A Catarina tem 27 anos, estudou Ciências Biomédicas, e após aproximadamente 25 anos a viver em casa dos pais como filha única saiu da sua zona de conforto e foi atrás daquilo que queria. Apesar de não ter blogues, projectos e instagram famoso repleto de seguidores, também pode ela ser uma verdadeira inspiração.   Mudança. Há cerca de dez meses que a minha vida mudou completamente. (...)
29.08.18

Será Que O Coração Também Fala?

Laura
O testemunho de hoje é o da querida Eunice. Mulher corajosa de 29 largou um emprego estável e dinheiro certo no ramo imobiliário para seguir o seu coração e assim criou o seu lindo projecto. Nos tempos livres gosta de estar na natureza longe da azáfama da cidade.    Desde pequena que sempre questionei o porquê das pessoas trabalharem em profissões que não gostam, de trabalharem muito sem se questionarem se as (...)